Muro pichado ofende nordestinos em Boa Vista

O muro da Liga Roraimense Contra o Câncer, na Avenida Ville Roy, foi usado por vândalos para gerar preconceito e incitar o ódio contra os nordestinos que moram em Roraima. A frase ‘nordetinos saiam de Roraima’, que estava explicitamente escrita dessa forma, desde sexta-feira (6), foi apagada pelo vereador Telmário Mota (PDT) e pelo presidente do Partido Verde (PV), Rudson Leite, na manhã de ontem (10).

De acordo com Telmário, o ato discriminatório configura vandalismo com propósitos. “Isso só pode ser resultado de quem está no poder há muito tempo, e agora quer  continuar, mas com a divisão das pessoas. Temos de ter muito cuidado porque essa atitude é uma coisa plantada, a título de almejar um apharteid”, destaca.

“Quem não é filho do Nordeste é neto do nordestino. Roraima é um Estado de todos os filhos do Brasil. Temos de criar raízes da união e não da discórdia. Sou contra este vandalismo, por isso, vim apagar esta vergonha”, emenda.

Rudson Leite disse que passava pela Avenida Ville Roy, quando observou o muro pichado e resolveu postar nas redes sociais a foto. “Postei numa comunidade virtual ‘Discutindo Roraima’ e houve indignação do povo, tanto roraimenses como não roraimense. E uma amiga minha teve a ideia de pintar e fazer um movimento para que a pessoa ou grupo de pessoas responsáveis por isso, possam se conscientizar de que esse tipo de discriminação não existe mais. Se a intenção for política que vá fazer em outro lugar. Aqui em Roraima não”, desabafa Rudson.

O nordestino José Henrique mora há mais de 40 anos em Boa Vista. Ele considerou o vandalismo como uma estratégia neonazista. “Moro aqui desde 10 anos de idade. São coisas que vêm ocorrendo ao longo da história. Mas para nós, em Roraima, não cabe de maneira nenhuma uma atitude dessas”, lamenta.

“Se observarmos 99% da população do Estado é nordestino ou filho de nordestino. E não nordestino estão totalmente ambientados e de acordo com a presença de todos os nordestinos que residem aqui. É um escândalo essa atitude. Isso não é coisa de gente séria”, completa José Henrique.

O Roraima Hoje procurou a direção da Liga de Combate ao Câncer, mas a instituição não quis se manifestar sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *